Notice: register_sidebar foi chamada incorretamente. A chave id não foi definida no array da barra lateral "Barra Lateral". O valor "sidebar-1" foi padronizado. Defina manualmente a chave id para "sidebar-1" para ignorar esta notificação e manter o conteúdo da barra lateral existente. Leia como Depurar o WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 4.2.0.) in /web/public/wp-includes/functions.php on line 4161
Codemge - A Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais é uma empresa pública constituída na forma de Sociedade Anônima e controlada pelo Estado de Minas Gerais. Voe Minas Gerais completa dois anos de operação e amplia malha - Codemge

ÁREAS DE ATUAÇÃO

Voe Minas Gerais completa dois anos de operação e amplia malha

29 de outubro de 2018

Governador Valadares, Ipatinga, Patrocínio e Piumhi entram nas rotas do projeto de integração regional

O Voe Minas Gerais, Projeto de Integração Regional – Modal Aéreo, está completando dois anos de operação em agosto de 2018 e inclui neste mês quatro municípios às rotas: Governador Valadares, Ipatinga, Patrocínio e Piumhi. A partir de 20 de agosto, as cidades passam a contar com voos semanais de ligação com a capital mineira. As passagens já estão disponíveis para compra pelo site do projeto, www.voeminasgerais.com.br, e nos aeroportos participantes.

Em dois anos de projeto, cerca de 23 mil passageiros foram transportados em 6.535 voos realizados. A taxa média de ocupação dos voos atingiu, em julho de 2018, o percentual de 60,19%, com receita da venda de passagens totalizando R$ 7,5 milhões. O subsídio por passageiro tem apresentado constante diminuição no decorrer do projeto, tendo chegado em julho em R$ 119,31 por passagem. Os destinos mais procurados atualmente são Teófilo Otoni, Caratinga, Patos de Minas, Diamantina e Manhuaçu.

A iniciativa foi lançada em 17 de agosto de 2016, com o objetivo de fomentar o transporte aéreo regional, estimular os negócios e o turismo, aproveitando a infraestrutura aeroportuária pública já disponível no Estado. O presidente da Codemge, Marco Antônio Castello Branco, destaca a importância do projeto: “A Codemge criou um marco no Brasil, mostrando que é possível conectar pelo modal aéreo um Estado tão grande e vasto como Minas Gerais”, afirma.

Novas cidades

A inclusão de Patrocínio, na região Triângulo Norte, e Piumhi, no Sudoeste de Minas Gerais, às rotas do Voe Minas Gerais busca ampliar e otimizar a malha preexistente. Os voos oferecidos em Ipatinga, no Vale do Aço, e Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, têm como objetivo complementar os serviços já oferecidos pela iniciativa privada nessas localidades, que possuem grande potencial de demanda de passageiros para ligação com Belo Horizonte.

Os voos da rota de Patrocínio acontecerão todos os dias, saindo da capital para a cidade as terças e quintas, com conexão em Patos de Minas, e partindo de Patrocínio para BH nas segundas e quartas, com conexão em Araxá. Nas sextas, os voos entre Belo Horizonte e Patrocínio são diretos, com ida e volta no mesmo dia. A rota será realizada em uma hora e 55 minutos, enquanto o trajeto de ônibus leva em torno de cinco a seis horas. Os bilhetes serão vendidos por R$ 550 (segunda a quinta) e R$ 570 (sexta).

Piumhi terá voos diretos às segundas e sextas-feiras, de ida e volta no mesmo dia, além de opções Piumhi – Belo Horizonte às quartas e voos Belo Horizonte – Piumhi às quintas. Enquanto o percurso de transporte terrestre leva em média quatro horas, o voo de Piumhi para a capital tem duração de uma hora, com passagens ao preço de R$ 390 (segunda a quinta) e R$ 410 (sexta).

Ipatinga e Governador Valadares terão voos às segundas, quartas e sextas-feiras. Os voos de Ipatinga são realizados em 40 minutos e custam R$ 350 (segunda e quarta) – R$ 370 (sexta). A rota de Governador Valadares tem duração de uma hora e meia e as passagens podem ser adquiridas a R$ 500 (segunda e quarta) e R$ 550 (sexta).

Com a inclusão das novas cidades, o número de territórios de desenvolvimento do Estado abrangidos no Voe Minas Gerais é expandido para 12, do total de 17: Alto Jequitinhonha, Caparaó, Mucuri, Médio e Baixo Jequitinhonha, Metropolitano, Noroeste, Sul, Sudoeste, Triângulo Norte, Triângulo Sul, Vale do Aço e Vale do Rio Doce.

Saída

A partir de agosto, o município de Nanuque não mais será atendido pelo projeto. Por meio do acompanhamento sistemático e da análise dos resultados do Voe Minas Gerais na região, foi verificado que os voos de Nanuque tiveram procura e ocupação insuficientes para manutenção do projeto na localidade. O retorno dos voos para o município poderá ser reavaliado em momento oportuno, desde que a demanda garanta a viabilidade do projeto.

Voe Minas Gerais

Os voos do projeto são realizados em aeronaves Cessna Grand Caravan 208 B, que transportam até nove passageiros. O valor das passagens varia de R$ 130 a R$ 700, de acordo com a distância percorrida.

Os 20 municípios atendidos atualmente são: Almenara, Araçuaí, Araxá, Belo Horizonte, Caratinga, Diamantina, Governador Valadares, Guaxupé, Ipatinga, Manhuaçu, Paracatu, Patrocínio, Passos, Patos de Minas, Piumhi, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Varginha e Viçosa.

O projeto busca fomentar os negócios locais, desenvolver o turismo, integrar as diversas regiões do estado e facilitar o deslocamento da população entre o interior e a capital, Belo Horizonte, permitindo que tenham acesso rápido a eventos e serviços disponíveis.  Para Minas Gerais, que possui uma área total de quase 600 mil quilômetros quadrados, o investimento na regionalização por meio do transporte aéreo é estratégico para atender a meta de redução das desigualdades nos 17 territórios de desenvolvimento.

As passagens podem ser obtidas pelo site do projeto, www.voeminasgerais.com.br ou pelo telefone (31) 3207-8888.